sábado, 26 de setembro de 2015

24 coisas que todo Pai de Menina deveria fazer.

Percebo que o laço entre pai/filha é algo realmente especial. Tão especial que as atitudes e amor de um pai têm uma forte influência em moldar o caráter da sua filha.

Inspirada pela resposta da escritora Roxane Gay a pergunta de um pai de uma menina, eu compilei uma lista de todas as coisas que acredito que todos os pais de meninas deveriam saber para garantirem que a sua influência é a melhor possível.

Como alguém que recebe este tipo de amor, eu posso dizer que os segredos não são assim tão assustadores como parecem.

1. Mentalize que desde o primeiro dia, ela será sempre a sua princesa. Mas você tem que se esforçar para que seja sempre assim.

2. Não assuma ou influencie os interesses dela só porque é uma menina. Não lhe mostre só flores e Barbies. Mostre carros e LEGOs também.

3. Deixa que ela te ajude em casa ou no trabalho. Ela vai crescer sendo uma mulher que se sentirá confiante ao entrar em qualquer emprego.

4. Fale com a mãe dela de igual para igual, não a faça sentir inferior, e a sua filha irá esperar o mesmo mais tarde.

5. Mostre-lhe o seu lado sensível. Ela vai sentir que se for sensível também, isso não a irá tornar uma pessoa mais fraca.

6. Criem piadas e jogos entre os dois, apenas entre os dois. Acredite em mim, ela vai se lembrar disso para sempre.

7. Encoraja-a a fazer todas as coisas que a assustam, porque você estará sempre ao seu lado pronto a ajuda-la.

8. Faça-lhe promessas, e depois faça tudo para cumpri-las. Os únicos desgostos na vida dela devem vir de pessoas que não saibam o quanto especial ela é.

9. Mostre para ela as habilidades que você conhece melhor.

10. Peça para que ela lhe mostre as habilidades que ela conhece melhor e você não.

11. Tente entender os interesses dela mesmo que você não entenda. Você vai ensina-la que, independentemente dos talentos dela — ballet, arte ou wrestling com os rapazes — eles interessam.

12. Isso é especialmente verdade se os interesses dela forem mais “femininos”. Ensine-a que eles são tão importantes independentemente do que sejam.

13. Se você não diria algo a um filho, não diga à sua filha.

14. Quando ela chegar até você com um problema, não a afaste ou diga para ir falar com a mãe. Ouça o que ela tem para dizer. Ela voltará a falar contigo sempre que tiver um problema.

15. Não fale sobre mudanças no seu corpo, ou orientações sexuais, com desprezo. Isso só iria ensina-la que ela deve ter vergonha do próprio corpo.

16. Não fale sobre os corpos de outras mulheres como se fossem um objeto. Ela irá ouvir e depois examinar o próprio corpo.

17. Fale com ela sobre mulheres fortes e bem sucedidas, não apenas homens, e ela ficará inspirada a ser como elas e assim saberá que terá uma chance.

18. Resolva todos os assuntos com mãe dela na sua frente. Ela irá ver que as mulheres merecem uma voz ativa em qualquer relacionamento e mais tarde irá procurar alguém que a trate com o mesmo respeito.

19. Não brinque dizendo que tem uma arma preparada quando os rapazes vierem atrás dela. Isso apenas irá ensina-la que você não confia nas suas decisões.

20. Enfrente de cara a injustiça e a opressão. Acredite quando os oprimidos dizem que estão oprimidos. Isso irá mostrar-la a ter compaixão com o próximo e que não há nada de inferior ou desumano em fazer o que está certo.

21. Se você ensinar com exemplos, não precisará afastar os “bad boys”. Ela saberá o que é certo para ela.

22. Se existir um rapaz na sua vida, garanta que estará lá para ela quando o seu coração for partido. A verdade é que irá acontecer. Torne-se disponível para que ela fale com você, e não com ele.

23. Explique que ela é a única pessoa responsável pelo que acontecerá com o seu próprio corpo.

24. Diga que a ama. Mande mensagens regularmente. Garante que ela saibe bem que, independentemente do que poderá acontecer, você estará sempre do seu lado!

sábado, 19 de setembro de 2015

Carência

Você para e pensa que ontem queria tanto um alguém e hoje já não quer mais, olha para a foto da criatura e se pergunta “Eu estava sob o efeito de drogas quando me humilhei para ficar com isso? ”, seus amigos olham e dizem: foi a carência. Sempre é essa maldita. A carência é um bicho que meche com seu psicológico, afeta sua visão e engana seu coração, não amou a Julieta, mas estava carente então ficou com a Julieta, matou a carência e a Julieta perdeu a graça, não ache se ache um cretino, ou algo do tipo, é culpa da carência e você inocente até que se prove o contrário.

Você não queria ir atrás, queria desapegar, não dizer mais “Oi”,  passou a semana toda feliz da vida, mas na sexta-feira, ela chega, a carência vem como um tsunami invadido cada célula do seu corpo, ativando cada parte do seu cérebro  e te fazendo lembrar, você pega o  celular e decide dar um “Olá” para um alguém que certamente nem se lembra da sua existência, esse alguém demora vinte minutos para responder, e você se acha um otário, porque no fim das contas só está indo falar com ela por causa dessa carência absurda.

A carência te transforma em um mendigo, um pedinte que sai de porta em porta em busca de carinho e atenção, ela te deixa vulnerável, altera sua visão e te faz ver amor onde não existe nada, nadinha, apenas um alguém falando algo que não sente e ela a maldita te faz criar expectativas, a maldita te faz querer que tudo aquilo seja verdade, e o pior, muitas vezes ela te faz acreditar nas mentiras.

Você toma banho, veste seu pijama, se deita na cama e fico tentando entender porque esse coração sente tanta carência, sente essa necessidade de querer estar com alguém, essa vontade de ter alguém para ligar e passar horas conversando sobre o tempo, sobre a mosca que pousou na sopa na hora do jantar, sobre o ônibus que perdeu quando estava indo para a escola, sobre a vida.

A carência é aquela roupa que te cai melhor do que qualquer outra, mas ela não te aquece nos dias frios, nos dias de solidão ela se torna a sua melhor amiga, mas não é capaz de te dar um simples abraço, quase sempre ela traz a maldita solidão junto com ela e as duas fazem festa dentro do seu coração, te sufocam, te prendem e te fazem um mal danado.

Durante o dia você enche a cabeça de livros, filmes, aulas, fotos, tenta se manter ocupado, não quer que reste sequer um minuto para pensar sobre essa carência ou sobre a falta que ter alguém te faz, mas no silêncio da noite ela vem como um chicote atingindo suas costas nuas.
Texto.Yago Alves

domingo, 13 de setembro de 2015

Pessoas Felizes.

A maioria das pessoas gosta de pensar que é feliz, mas no fundo elas podem não necessariamente acreditar ou se sentirem realmente felizes.

Quando você olha ao redor e vê pessoas com quem cresceu tirando o máximo proveito da vida enquanto você continua indo para um trabalho que você não gosta e repetindo a mesma rotina dia após dia, é fácil se sentir menos grato pela a vida que tem.

Então, quais são os segredos das pessoas felizes? O que elas fazem de diferente para tirar o máximo proveito da vida enquanto o resto de nós apenas observa?

1. Elas dão

Focar apenas no dinheiro é a maneira mais certa de ser infeliz. De fato, em estudos sobre a felicidade, os pesquisadores descobriram que uma vez que você tem dinheiro suficiente para satisfazer suas necessidades básicas, existem apenas duas outras maneiras que o dinheiro pode ajudá-lo. Uma delas é melhorando a sua posição social e o outra é para doar. Ao usar o seu dinheiro para ajudar aos outros, em vez de desnecessariamente amontoá-lo, as pessoas felizes se sentem como se elas estivessem fazendo uma contribuição positiva para o mundo.

2. Elas evitam o drama

Pessoas felizes tendem também a cuidar de suas próprias vidas. Enquanto outras pessoas apegam-se à provocações e fofocas, as pessoas felizes optar por concentrar-se em suas próprias coisas. Elas prestam maior atenção em si mesmas e deixam que outras pessoas vivam e digam o que quiserem.  Com certeza essa  é uma maneira simples para maximizar a felicidade.

3. Elas são gratas

Elas não passam o tempo todo querendo o que as outras pessoas possuem ou sonhando com uma vida melhor. Em vez disso, elas reservam alguns momentos de cada dia para pensar sobre todas as coisas que elas apreciam e fazem questão de serem gratas por elas.

4. Elas olham para o lado positivo

Quando as coisas ficam difíceis, os verdadeiramente felizes são muitas vezes inabaláveis. Fixar-se em falhas e imaginar o pior cenário pode ser a opção padrão para a maioria das pessoas, mas se você realmente quiser ser feliz, você precisa ter fé que as coisas vão dar certo. Mantenha a sua perspectiva e saiba que, não importa o que aconteça, você pode voltar  atrás , recomeçar ou tentar coisas novas.

5. Elas valorizam os relacionamentos

Em vez de se concentrar apenas no dinheiro e buscar implacavelmente a progressão na carreira, trabalhando longas horas, as pessoas mais felizes concentram mais do seu tempo em relacionamentos pessoais. No final de sua vida, você não vai se lembrar muito do tempo que você gastou no trabalho. Em vez disso, você vai valorizar as refeições em família e tempo compartilhado com os amigos. Colocar as pessoas antes que o dinheiro é uma ferramenta poderosa para alcançar a felicidade.

6. Elas cultivam muitas partes diferentes de suas vidas

As pessoas felizes não se definem por um aspecto de suas vidas. Elas mantêm carreiras que elas gostam, elas têm passatempos, e elas adoram aprender e crescer como indivíduos. Ao prestar atenção a vários aspectos de suas vidas, as pessoas felizes não ficar sobrecarregadas quando um elemento da sua vida diária sai fora dos trilhos. Se ela levar um fora, ela ainda têm uma carreira gratificante. Se ela se lesiona e não pode jogar seu esporte favorito por um tempo, ela ainda têm amigos para sair.  Não colocar todos os ovos na mesma cesta é uma chave para ser uma pessoa feliz.

7. Elas não se concentram em coisas materiais

Enquanto alguns de nós podem pensar que o shopping é uma ótima maneira de aliviar o stress e que ter coisas nos fará mais felizes, outros optam por experiências de valor. É uma delícia ter roupas novas, mas é difícil obter o máximo de prazer de uma camisola. O que você acha de um mergulho em um recife de corais?  Qual dessas histórias será mais significativa a longo prazo?

8. Elas seguem suas paixões

Finalmente, as pessoas felizes seguem suas paixões. Se elas acordarem e perceberem que estão insatisfeitas com seus trabalhos, elas não têm medo de deixá-lo para perseguir algo que elas realmente se importam. Elas assumem o risco e podem até fracassar, mas as pessoas felizes não têm medo de colocar seu pescoço para fora e perseguir o que todo mundo está com medo. Por isso são felizes. 😉